Four types of reactions on Sherlock being alive

We’ve been doing a bunch of girly stuff. And I like some of it and you

Anonymous asked:
"Casssie saudade da sua escrita!!!!"

Ownnn, obrigada! (Ainda tem gente que me chama de Cassie…kkkkkk legal) :D

Happy New Year to all my followers

Então, este é o fim 2013

Sobrevivemos.

Nunca tive um ano tão louco como esse, parece que eu vivi três anos em um. Posso ver uma diferença clara entre o começo, o meio e o fim desse ano. Tudo começou tão devagar e então quando eu me dei conta, eu estava no olho do furacão. A verdade é que 2013 foi um daqueles caras que a gente olha e sabe que vai ser um problema, mas um problema que você mal pode esperar para se envolver. E foi assim mesmo, esse ano teve seus charmes, seus encantos e depois me deu uma rasteira, tive que ir para o os hospital mais vezes do que eu gostaria de admitir, motivos: decepções, raiva, tristeza, corações quebrados, resfriados da vida.

Foram choros mais dramáticos, sofridos e de alegria, foram dr’s complicadíssimas de expressar em palavras, foram beijos roubados que nunca deveriam ter saído do cofre da imaginação, foram os melhores abraços, as melhores paisagens, os pulos de alegrias mais esperados, foram cantorias intermináveis, foram cervejas quentes e regadas de muito bom humor. Foram mais chás gelados, mais energéticos, foram stresses idiotas, foram perdas irrecuperáveis, foram cicatrizes que ainda estão abertas, foi muita bipolaridade para uma pessoa só. Foram lágrimas, foram beijos, foram tristezas e foram risadas todas muito bem assimiladas para deixar esta à armadura desta pessoa mais forte.

Sim… 2013 foi difícil, foi louco, foi complicado.

Mas foi o ano que eu me senti mais forte.

Ainda não sou de adamantium, mas a gente tenta, não é?! Cometi uns erros que eu não vou conseguir apagar, mas sem dúvida hoje vai levar mais do que uns elogios falsos e um sorriso traiçoeiro pra conseguir me desestruturar.

Comecei a entender o que é ser professora e o carinho que vem com a palavra “Tia” “Teacher” “Fessora”, quando uma coisinha pequena vem te abraçar no final do ano gritando: “PASSEI PROFESSORA, PASSEI”, só resta ficar boba e virar criança também.

Meu problema continua sendo o mesmo o Peter Pan, mas achei algo que me deixa tão pertinho de Neverland que dá pra quebrar o galho e levar este navio pirata.

Dezembro, a cereja do bolo, essa sim está demais.

Ainda me impressiono como dá pra conhecer as pessoas que a gente mais precisa nos momentos mais críticos. Sim, eu posso ter tido uns ataques de fúria com as minhas amigas e ter chorado um bocado gritando “EU TO FODIDA!” e elas olharem pra mim com uma cara: “Não, você não está!” e agora no final, olhando pra trás pra ver que elas estavam certas. Você não detesta quando elas estão certas?

Se ainda não ficou tudo bem, ainda vai ficar. Por que por mais que você esteja ferrada achando que todo mundo é igual, aparece um louco do nada pra fazer piada e te fazer dançar música dos anos 80. Aí nos fingimos que estamos em um filme do John Hughes e deixamos a música tocar, por ninguém pode ficar parado, a vida não para pra ninguém. Levantamos e seguimos em frente, se apoiando nos velhos e novos amigos.

Enfim, o senhor seu Cupido estava meio bêbado esse ano, mas vou dá o desconto por que eu consegui provar que ser loira não é ser totalmente lesa, afinal passei no CELTA e a vida promete ser mais difícil em 2014, porém com certificado para ensinar inglês em qualquer lugar do mundo (BOO-YA!). É aquela loira, meio patricinha e meio nerd que aprendeu inglês sozinha não é tão boba assim. See you soon Cambridge!

E para o ultimo dia do ano a gente só tem que repetir o ciclo sem fim (Aquele que a gente aprende no Rei Leão): Sorrir, chorar, rir mais um pouco, focar no trabalho, se apaixonar ,se ferrar, ligar o foda-se, amar, beber, comer, dormir e repetir tudo de novo.

That’s what life it’s all about.

Let’s do this 2014, show me what you got!

forebidden:



MOM?

this will always be my favorite post

this is me everywhere I go

forebidden:

MOM?

this will always be my favorite post

this is me everywhere I go

chevyliz:

i’m not trying to prove
anything to anyone.

If anything, he is trying to prove it to himself.

"…you’re gorgeous."